sábado, 20 de junho de 2009

Casa de Maricá ( Para todos os habitantes da casa de Maricá)


Ela quer uma casa de verdade

Com teto estelar e um jardim para jantar

Com redes na sala pra todo mundo deitar

E nela uma janela que leve sua vista ao mar

Um teto extravagante

Que não me impeça de ver o céu

Uma televisão bem grande


Que me mostre o raiar do sol

E reproduza o canto do rouxinol

Ela cansou daquela casa e horror

Construída de cimento,pedra e dissabor

Ah! Casa bonita foi a que fizemos

Com canção , risada e vilão

Porque casa não se constrói com a mão

E ela quer saber:Como constrói então?

A casa não é onde vai morar?

De tijolo, pau -a -pique,tanto faz...

Não!!! Essa é de maricá!

Para a casa ficar bonita,eis um belo ornamento:

Lembranças de um doce verão

Fundidas com sentimentos

Porque essa que você mora

Está mesmo de dar dó

A casa de abstrato é eterna

Mas a de concreto retorna ao pó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário